Blog

Dentistas em Curitiba especializadas em Próteses dentais, Ortodontia (aparelhos), Lentes de contato dentais. Odontologia estética e tratamentos faciais.

5 dicas para combater o mau hálito

Já dizia o ditado: se os olhos são as janelas da alma, o sorriso é a porta de entrada, mas e se o interior não estiver cheirando bem? Será que receberá visitas? Será que alguém passará pela fachada? Nos sentimos desconfortáveis quando adentramos em um lugar que não cheira bem, queremos sair de lá o mais rápido possível, porque o mal cheiro desencoraja qualquer tentativa de socialização.

É exatamente a mesma coisa que acontece com alguém que sofre de halitose. O mau hálito ou halitose não é uma doença e, sim, um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que deve ser identificado e tratado. As principais causas são odontológicas, provocadas por cáries e doenças da gengiva e podem ocorrer pela simples má escovação dos dentes ou por doenças, como a amigdalite, câncer etc.

Atualmente na sociedade, a imagem e o relacionamento interpessoal é de vital importância. Se alguma coisa está fora de lugar, como por exemplo, odores ruins, é percebido como anti-ético. Hoje, o hálito é algo com que a população em geral se preocupa e valoriza, atribuindo-lhe uma importância crescente. Nos Estados Unidos, a halitose é apontada como o terceiro motivo mais frequente de visita ao dentista, depois da cárie dentária e da doença periodontal.
Para evitar constrangimentos e manter a saúde bucal em dia, separamos 5 dicas que ajudarão a combater o mau hálito:

1. Alimente-se bem

Ficar muito tempo sem ingerir alimentos é um dos principais causadores do mau hálito. Alimente-se de 3 em 3 horas e procure comer frutas, pois elas também ajudam na limpeza dos dentes.

2. Beba água

Os benefícios de se beber água são vários e um deles é o combate à halitose. Em muitos casos, o mau hálito se dá devido ao ressecamento da boca ou por causa de pouca saliva. É por isso que o hálito não está tão fresquinho quando acordamos.

3. Escovação

Pode até parecer bobeira, mas 99% dos casos de halitose se resolve escovando bem os dentes. Escove sempre após as refeições e dê uma atenção especial à noite: é neste período que as bactérias tem tempo de agir. Ainda não sabe como fazer uma escovação correta? Clique aqui e confira.

4. Fio dental

Não pule essa parte! O fio dental é tão importante quanto a escovação. Muitas vezes, o mau cheiro vem da sujeira entre os dentes e do tártaro que se acumula na gengiva. Passe o fio dental uma vez ao dia ou mais, dependendo do que seu dentista recomendar.

5. Escove a língua

A língua é outra parte que se deve dar bastante atenção na hora da escovação. É importantíssimo escová-la, pois remove restos de comida que permanecem ali e elimina as bactérias que deixam a boca fedida.

Existem alguns casos em que o paciente pode escovar bem os dentes, tomar bastante água e comer de 3 em 3 horas e ainda assim ter halitose. Uma pesquisa do PH salivar é interessante e deve ser feita, pois ele influência também no hálito. A dieta do paciente também deve ser pesquisada para que todos esses aspectos sejam melhorados e amenizados. Se o sintoma permanecer, procure a ajuda de um profissional, pode ser que o problema seja mais sério que se imagina.

Conteúdo de:

Fonte 1 | Fonte 2

Tags: ,

Edifício GV Office Center

Av. Presidente Getúlio Vargas, nº 3620 - sala 501 · Curitiba/PR

(41) 3618-6068 · (41) 3618-6067

×